Notícias

Prefeitura de Manaus abre cadastro para artesãos nesta quarta-feira, 23/11

 

 

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), reabre, nesta quarta-feira, 23/11, as inscrições para artesãos locais que queiram realizar cadastro ou recadastro no departamento de Economia Solidária e Criativa do órgão. O cadastro é voltado aos profissionais residentes em Manaus, que trabalham com todas as variedades de produtos artesanais e pode ser feito pelo link https://forms.gle/hNw6QJh3itGXH2hB6.

A ideia é identificar e segmentar todas as categorias de artesanato, para alcançar mais empreendedores. Os selecionados irão participar de exposições em todas as zonas da cidade, entre espaços públicos, fábricas do Distrito Industrial, shoppings, criando novos espaços de oportunidades de exposição e comercialização.

“A especialidade do poder público é criar oportunidades. Para isso, vamos fortalecer um dos eixos da Semtepi, que é o empreendedorismo. Estamos abrindo esse cadastro para novos artesãos, para atender a grande demanda de eventos que estamos promovendo e participando”, destacou o secretário Radyr Júnior.

O cadastro ficará aberto até o final do mês de dezembro, dia 31/12. Segundo o diretor do Departamento de Economia Criativa e Solidária da Semtepi (Desc), Sidnei Magalhães, não é necessário ter a formalização de Microempreendedor Individual (MEI) para realizar o cadastro.

“Não precisa ter CNPJ ou MEI, a gente inscreve tanto pessoas físicas, quanto jurídicas. Qualquer um que faça trabalhos manuais, que queira participar dos nossos eventos e tenha compromisso, pode fazer essa inscrição. Vamos trabalhar para que em 2023 as oportunidades dobrem e as vendas aumentem ainda mais”, destacou Magalhães.

Neste ano, o faturamento geral das feiras de artesanato atingiu R$1.052.733,77. O valor é quase o triplo, somando o faturamento dos anos de 2018, 2019 e 2021. As oportunidades também dobraram, com mais de 50 feiras, eventos e exposições realizadas nos últimos 11 meses.

 

Texto – Luiza Maria / Semtepi

Foto – Antonio Pereira / Arquivo Semcom

Notícias relacionadas